A lição de Game of Thrones que pode fazer seu negócio decolar (sem spoiler)

Lançamentos

A lição de Game of Thrones que pode fazer seu negócio decolar (sem spoiler)

20 de maio de 2019
Junte-se a mais de 40.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O que realmente une as pessoas: ouro, exército, poder, ou uma boa história?

Depois de 8 temporadas em Game of Thrones, Tyrion nos trouxe uma importante lição que definiu a grande questão da trama. Calma, pode continuar lendo que estamos em uma zona livre de spoilers.

“Não há nada mais poderoso no mundo do que uma boa história”

Foi com essa afirmação que o destino de Westeros foi selado.

O marketing, há poucos anos, era como lutar pelos 7 reinos. Se você queria vencer, teria que ser na base da força, gastando toneladas de dinheiro, interrompendo as pessoas com propagandas esquecíveis na televisão, rádio, revista, outdoor, jornal.

Esse é o tal do marketing de interrupção.

Como você deve ter percebido, isso mudou e o monopólio não está com as grandes empresas e veículos de publicidade. Com a segunda tela, a roda desse mecanismo foi quebrada.

O poder está nas mãos dos consumidores e a atenção se tornou o ativo mais valioso de todos.

Não é sem motivos que empresas como Netflix, Google, Facebook, Amazon, Spotify, Disney e até mesmo a HBO estão guerreando por cada minuto da sua atenção.

E sabe o que capta a atenção das pessoas?

De Porto Real às redes sociais, o que capta e retém a atenção das pessoas são boas histórias.

É com histórias que a Globo retém muita audiência até hoje. Por mais que você não seja fã, com certeza você ainda conhece pessoas que acompanham as novelas da emissora.

Isso que define se uma história é boa ou não: o seu resultado. Se conectou com o público, a história é poderosa. Se o público está prestando atenção na sua empresa, significa que seu marketing foi efetivo e você nem precisará pedir muito, o seu produto se venderá sozinho.

Eu vi isso com meus próprios olhos ao escrever 3 e-mails e ver uma empresa faturar quase R$ 3 milhões em 5 dias. Obviamente não foram os e-mails que fizeram isso, foi a história que a empresa conseguiu construir em volta dos seus produtos.

Eles criaram uma história que pode transformar a vida do cliente.

Assim, o texto apenas fechou o ciclo.

Enfim, as ferramentas para fazer o seu negócio se destacar em todos os níveis, do balcão à loja virtual, é contar uma história que chama atenção, conecta e converte.

Mas a maioria já sabe de tudo isso. Marketing de Conteúdo, Inbound Marketing, Storytelling. Nada disso é novidade no mercado. Contar uma história é um dos gatilhos mentais mais fortes (e antigos) do copywriting.

Então, por que 99% das empresas continuam tão distantes do público?

Simples. Não é fácil contar uma boa história.

Por isso, separei 4 dicas que aprendi analisando negócios de dentro e escrevendo histórias que já fracassaram e histórias que já tiveram resultados expressivos. Elas não são o guia definitivo do marketing, mas são os 3 erros mais comuns que vejo por aí.

Bora?

#1 – Seja autêntico

Não adote a narrativa dos concorrentes, mesmo que eles estejam na dianteira.

Cada um possui a sua história e você precisa encontrar a sua.

Ela precisa ser diferenciada. Afinal, ninguém gosta de histórias repetidas, certo?

Isso não significa que você pode inventar. A história deve ser verdadeira.

O público é mais inteligente do que você imagina e ele sabe quando seu marketing está mentindo apenas para faturar um pouco mais.

#2 – Seja consistente e tenha clareza

Contar apenas uma boa história também não é o bastante. Você precisa escrever capítulo após capítulo, mantendo a atenção do seu consumidor, exatamente como Game Of Thrones fez com todos nós.

Essa é a missão de empresas como a Apple e o Instagram. Cada novidade deve levar o público e o negócio em uma direção clara.

Muitas vezes o consumidor não faz ideia de para onde está sendo levado, mas você precisa saber onde quer chegar.

#3 – Coloque o seu cliente no centro da história

Você não é o herói da sua história. O seu cliente é. Sempre foi. Se você perder isso de vista, provavelmente não conseguirá ser relevante. Nunca esqueça de contar uma história que verdadeiramente resolverá os problemas dele melhor do que qualquer outro negócio.

Isso é o que define a longo prazo quem sentará no Trono de Ferro do seu mercado.

# 4 – Gere valor, depois venda

As empresas estão muito acostumadas a pedir, pedir, pedir. A quantidade de CTAs ou de promoções não salvará o seu marketing.

Foque em gerar valor ao seu cliente. Essa deve ser a missão da história do seu negócio.

O foco não significa ter apenas um ponto de atenção na sua estratégia, mas sim em abrir mão de todas as outras estratégias de curto prazo. Isso é difícil e pode significa faturar menos agora para ganhar mais depois.

No entanto, ao fazer isso, será mais fácil até construir e gerenciar um time de profissionais que têm a mesma paixão que você.

Em resumo, aplicar essas dicas não é tarefa fácil e provavelmente muitos empresários não conseguirão. Afinal, isso exige coragem para mexer na estrutura da empresa. E sejamos sinceros, a maioria só quer retirar dinheiro do consumidor da forma mais rápida possível.

No entanto, se você for um empreendedor que quer realmente resolver os problemas dos consumidores, essa é a hora de descobrir qual é a história do seu negócio.

Valar Morghulis!

P.S.: se quiser ler mais histórias, me segue no Instagram —> @bernardesmarketing 🙂

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *